Você acredita em tudo o que você ouve?

Tudo que você acredita passa a ser uma verdade na sua vida, e muitas vezes acreditamos em coisas que nos impedem de evoluir.
O problema maior é que você adota as “verdades” dos outros como sendo suas verdades, e até se defende usando elas! não é mesmo?! rs
Fazemos isso à todo tempo, através de palavras de amigos, livros, filmes, pessoas que temos como ícones…
Porém se algo ou alguém sabe mais sobre nós do que nós mesmos, o Universo errou e errou feio.

Pare de repetir o que lhe ensinaram como “certo”, se a sua natureza diz o contrário está na hora de ser forte e ser você mesmo.

Questione aquilo que ouve, acredite em metade daquilo que vê.
Certo ou errado é você mesmo que descobrirá!

Mesmo que eu diga a maior verdade desse mundo para você (isto é; se eu soubesse! rs), você iria entendê-la somente com a sua cabeça, e para que algo faça sentido em nossa vida, nós precisamos não só entender com a nossa cabeça mas também com nosso coração.
O que é “certo” para mim, pode não ser “certo” para você.
Então o mais importante é você provar e experimentar do seu próprio jeito, pois senão você será sempre um seguidor nunca um descobridor em sua própria vida, e consequentemente nunca terá autoconfiança para ser você mesmo e viver aquilo que tem vontade.

Ter medo de colocar suas vontades para fora é confirmar que você será dominado e viverá como um fantoche sob o domínio de qualquer um… então tenha coragem para colocar pra fora suas próprias idéias para aprender com elas.

Fuja de quem descobriu a verdade, seja amigo daqueles que sempre a estão buscando.

Quais idéias que você adotou que não são suas?!


Bjs e abraços,

Fabricio =)

Anúncios

25 respostas em “Você acredita em tudo o que você ouve?

  1. KKKKK, papagaio de puta é ótimo Camila : D

    Ruminando sobre este post, chego a conclusão que vivenciamos um MOMENTO/ERA onde somos sempre bombardeados por discursos, falas, imagem e vontades…a vida vai passando e parece que somos fantoches escravos de pessoas, situações, falas. Assim vamos nos sentindo obrigados a ouvir e comprar determinadas retóricas/posicionamentos. Fazer igual, e deixar de lado a sua própria vontade…perdendo a vontade própria, o olhar próprio. O tradicional Maria vai coma s outras…rs.

    Acabei de me lembrar da Lya Luft em Perdas e ganhos onde ela fala; como é difícil fugir da “convenção social”..hehehe “temos que ser feliz e alegres, atualizado, temos que aparecer, conhecer os lugares da moda, ser chique, viajar, bem sucedido, o restaurante mais legal….kkkkkk tem que ser isto tudo aí, e vender a imagem e o discurso(as verdades prontas, quem não é, está a margem) e ainda com HORA MARCADA…kkkkk

    O ano passado quiseram me escravizar no aspecto que se quisesse seguir determinado caminho, teria que aceitar os rótulos e caixinhas a mim impostos. Olha, que eu teria bons motivos para aceitar, pq haviam dois motivos (emocionais) que me
    atrelavam a tal situação. No entanto, não tenho mais idade, nem tempo, acima de tudo; vontade de aceitar verdades impostas! O que é correto pode ser para mim, não para o outro. E quase embarquei, pq estava com autoestima ruim…fu ao fundo do poço, me afastei, tomei meu olhar e hj posso dizer que voltei a respirar e não mais aceitarei repetições e discursos evazivos, verdades impostas. Foi aprendizado! Tudo na medida certa, pq sempre há como se posicionar sem perder as estribeiras…ou então, põe-se logo de escanteio e deixa a mágoa ir passando e curando as feridas.

    Acho que a pessoa que busca um equilíbrio, está na rota de ser sensata/justa consigo mesma e com os outros. Entender que nem oprimir, nem se deixar oprimir seja bom…não é ser subversivo e estar a todo tempo, maquinando, vou quebrar paradigmas…mas, ser atento e questionador, romper limites. Nem tão pouco ser soft a ponto de deixar de lado as próprias opiniões.

    Posso dizer que é uma dádiva e visão ampla, vc poder escolher o que gosta, o que quer ou não aceitar, as pessoas que terá em sua vida. As verdades que servem ou não; o que estão dizendo…exercício de observar o dentro e o fora, treinar o olhar de águia;…rs

    Chega, falei muito…bjus a todos e muita luz, paz “procês meninos malvados”…rs que duas vezes por semana com hora marcada…rsrsrs – já fico esperando – faço o movimento de auto-observação quando leio o post novo dos conselheiros. Muito bom este momento.

    • “Acho que a pessoa que busca um equilíbrio, está na rota de ser sensata/justa consigo mesma e com os outros.”
      Aí você matou a charada Soraia! haha
      É muito legal ler seu comentário agora e ver o quanto você mudou ‘pra’ melhor! =)
      Malvados? Só um pouco! rsrsrs
      Fique bem! visão aberta sempre! 😉
      Grande beijo,

      Fabricio / Rafael =)

  2. Oi, bom dia!

    Este trecho: (O que é “certo” para mim, pode não ser “certo” para você.)
    As vezes vemos fulano fez isso e deu certo, vou fazer também e ai vem a frustração. (EU rs..)
    Fabricio, depois que descobrir seu site e vi alguns posts seus, me identifiquei com alguns e resolvi fazer algumas mudanças, venho lhe dizer que está dando certo… Não entrarei em detalhes mas fiz uma coisa ultimamente que nunca sonhava em fazer, estou feliz com isso e seguindo minha vida.
    Estou sendo um descobridor e isso é muito massaaaaa!!
    Valeu!!

    Obrigado!

    • Fala Paulo!!!
      Cara, é muito bom saber isso de você!!!
      Isso nos inspira ainda mais à continuar escrevendo!
      Toda a força que buscamos vem de dentro de nós mesmos… é óbvio que chega à ser ridículo! rsrsrs
      Seja sempre bem vindo!
      Abração!!!! =D

      Fabricio / Rafael =)

  3. Fala Fabricio, blz!

    Cara, tenho acompanhado o seu site desde que eu o descobri, por um acaso, na hora em que eu mais precisava de um up na minha vida, é ótimo e tenho o indicado para muitas pessoas.

    Sobre este novo post, cara é exatamente o que eu tenho dito aos meus amigos e pessoas que eu gosto. Precisamos mesmo aprender que somos seres unicos e só temos uma oportunidade de viver, mas precisamos viver intensamente, porque só nós mesmos é quem iremos sorrir ou chorar pelo que fizemos ou deixamos de fazer, não existe forma milagrosa de sermos felizes, nós é quem iremos decidir isso.
    Não podemos confundir felicidade com riqueza, porque os `ricos tambem choram rs´ a felicidade esta dentro da gente precisamos acreditar na nossa capacidade, e agir porque não basta só acreditar, certo ou errado só iremos saber se fizermos, se agirmos.
    Se algo esta ruim, mude, vai faça melhor, ficar de cara feia ou resmungando e murmurando nunca vai lhe trazer nenhuma melhoria, aceite quem voce é e pare de dar ouvidos ao que os outros lhe diz.

    Seja voce, esqueça o que os outros irão dizer, aprenda a gostar de si próprio, assim as pessoas gostarão da sua companhia e estarão perto de voce, seja o Sol nunca seja a Escuridão!!!

    Seu dia tem sempre que ter valido a pena ser vivido, então viva como se cada dia fosse o ultimo, com vontade de viver, porque se no final do dia voce morrer, terá valído a pena ter vivido, se não, nem pra morrer voce vale a pena, rsrsrs.

    Forte abraço a todos paz profunda.

    • Caramba Evanilton!
      Agora quem escreveu um post foi você! haha
      MUITO BOMMM! 😀
      Tudo o que você escreveu é válido pra todo mundo, inclusive pra mim! 😉
      Grande abraço!!!

      Fabricio / Rafael =)

  4. Demais esse post, precisava ler*! Hoje em muitas igrejas evangélicas e fora dela existem muitos ‘papagaios’. Com isso, até já divulguei na minha rede social “facebook” hihi

    Que o DEUS seja o seu unico inspirador para que você sempre toque os corações sedentos de uma palavra (digamos de solução)!

    God Bless you!

  5. Oi Fabricio/Rafael! Penso que se deixar levar pelo que os outros pensam ou falam é o maior erro que alguém pode cometer. Quando erramos ou nos arrependemos por algo que fizemos de acordo com nossa vontade, a lição de aprendizado vai sempre valer a pena, mas quando erramos ou nos arrependemos de algo por termos seguido o que os outros pensam ou falam, não vai haver lição nenhuma pra se aprender a não ser aquela de nunca mais incorrer no erro de não seguir sua própria cabeça. Não aceitar o que os outros tentam nos impor como verdade absoluta e acreditar sempre ser capaz de decidir o que é certo pra nós mesmos é com certeza nossa maior prova de maturidade, independência e liberdade de opinião. Um bj carinhoso.

  6. Valeu Fabricio!

    Desculpa ai a minha carta rsrsrsrs, mas é que eu ando meio inspirado ai já viu!!!

    Valeu véio, forte abraço, paz profunda a todos!

    Obs. Podem me chamar de Ferrugem falou!

  7. Olá, adorei a idéia de falar sobre autoconhecimento. Já participei de alguns grupos que trabalhavam o exercício do autoconhecimento, mas com que mais me identifiquei, foi a peregrinação. Caminhar sem tempo para chegar, percorrer vales, rios cachoeiras, montanhas, estradas desertas, não ter pressa para chegar, dormir debaixo de qualquer sombra, enfim, se descobrir livre para ir e vir, capaz, independente, bonito, saudável, feliz, sem compromissos, entraves materiais e mentais. VALE A DICA. lEVANTE-SE E CAMINHE, BASTA DAR O PRIMEIRO PASSO, A ESTRADA É LONGA E BELA.
    Um grande abraço a todos.
    Bete Lama.

    • Oi Elisabete! =D
      Tudo bem com você?! Seja bem vinda ao nosso blog!
      O exercício da peregrinação é realmente incrível!!! Nada melhor pra colocar as idéias no lugar dando uma boa caminhada! 😉
      Vou levar em consideração sua dica! hehe
      Grande abraço! 😀

      Fabricio / Rafael =)

  8. Fabrício/Rafael,

    não tenho palavras para descrever a precisão, digamos, cirúrgica, das palavras de vocês!! Parabéns, mais uma vez!!

    Mas gostaria de ressaltar uma questão:

    É imprescindível construírmos nossas próprias verdades, termos nossos posicionamentos e seguir com elas, ao invés de, apenas, adotar a verdade alheia. Entretanto, existe a possibilidade de estarmos equivocados, agindo como um “cabeça dura” e aí, para mim, existe uma “zona cinzenta”…

    Como é que faz para fazer está distinção, gente? (A resposta só pode estar comigo…)

    Porque, sinceramente, quando sou “coagida” a mudar de opinião fico balançada e começo a duvidar das minhas próprias razões… é difícil encontrar alicerces seguros para se apoiar com a certeza de que se está agindo com bom senso, com o coração, quando várias pessoas ao seu redor não concordam com você…

    Aiai, esse post dá muito “pano pra manga”, rs…

    Abç.,
    Sarah.

    • Oi Sarah! =)
      Sim, você tem razão, geralmente quando escrevemos sobre um tópico ele se abre como um leque, e daí existem vários lados que podemos falar sobre, mas sempre tentamos escrever algo abrangente! rs
      É como vc disse, esse post dá muito “pano pra manga! haha =)
      Mas enfim, você pode e deve ouvir as pessoas sim, a única coisa que você deve fazer é agir por conta própria.
      É como sempre digo; certo ou errado é você mesma que descobrirá! 😉

      Grande beijo,

      Fabricio / Rafael =)

  9. sabe, amei tudo isso que você escreveu .
    tem haver um pouco comigo :/
    por vezes, me importo muito com oque as pessoas falam, acaba me atingindo por mais que eu seja forte etente não ligar, mais me incomoda .
    me sinto tão fraca no momento, que, eutô aqui lendo todas as coisas que você escreveu e me dá vontade de chorar :/
    bjos e óh, amei viu !

    • Oi Raquel!
      Seja bem vinda ao nosso blog! 😀
      Então, isso é um sinal que você precisa aprender a decidir por conta própria! rs
      Sabe daquela história de “ligar o foda-se”?! rsrsrs
      Seja forte em ter coragem para ser você mesma!
      Grande beijo!

      Fabricio / Rafael =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s