Soichiro Honda – O samurai da idade contemporânea

Todos nós conhecemos a marca, os carros, as motos… mas você já leu sobre o criador?! Eu fiz um resumo da história dele pra você! 😉

Soichiro Honda nasceu no dia 17 de novembro de 1906, na cidade de Hammamatsu, Japão. Ela era uma criança muito curiosa e sonhadora, que desde muito cedo ficava observando os motores, curioso com seus barulhos, cheiros e segredos. Incrivelmente aos 8 anos ele construiu sua primeira bicicleta.

Aos 13 já tinha uma série de pequenas “invenções” e aos 16 anos, iniciou sua trajetória profissional, como aprendiz, numa oficina em Tóquio, e poucos anos mais tarde, volta para Hamamatsu e abre a sua própria oficina. Aos 25 anos, sua oficina já havia crescido e se tornado muito lucrativa.

Aos 30 ele pensou em parar de consertar peças para fabricá-las, o que não é algo muito fácil de ser feito, mas ele acreditou e mesmo com as dificuldades continuou empenhado em seu objetivo.

Depois de casado ele teve de vender as jóias de sua esposa para continuar em seus negócios, sua vontade era transformar sua pequena empresa em uma fornecedora de anéis para pistões para a Toyota, mas a mesma lhe recusou o pedido por ele não atender os padrões que eles exigiam.

Mas ele não se abateu e viu que precisava aprimorar a si próprio, então retornou para a escola, o que foi um grande motivo de gozação por parte de seus “amigos”.
E quem disse que ele se importou?! Dois anos após retornar aos estudos a Toyota aceitou seu pedido e eles fecharam seu tão sonhado contrato.

“Eu vivo no presente, para construir o futuro, com base no passado.” ~ Soichiro Honda

Já no final da década de trinta, o governo japonês se preparava para a Segunda Guerra Mundial e negou o concreto que ele precisava para construir sua fábrica, o que não foi uma desculpa para Sr. Honda realizar sua vontade: ele reuniu toda a sua equipe e desenvolveu seu próprio método para fazer concreto e construiu sua fábrica.

Mas não houve muito tempo para festejar: os Estados Unidos atacou o Japão e ele teve sua fábrica bombardeada, não apenas uma, mas duas vezes, o que requeriu novos esforços para reconstruí-la.

Detalhe da foto: Ayrton Senna recebe os cumprimentos de Soichiro Honda depois de vencer seu primeiro campeonato na Formula 1 em 1988 pela equipe McLaren-Honda.

Parecia tudo ótimo, até que em 1945, no fim da guerra, um terremoto destrói novamente toda a sua fábrica, o que lhe obrigou a vender o que restava para a Toyota. Isso seria um golpe final para um sonho de uma pessoa que já havia lutado muito para realizá-lo, não é verdade? Não para Soichiro Honda.

Seus olhos enxergavam apenas solução e oportunidade ao invés de desgosto, mágoas e reclamação.

Após a guerra, o Japão se encontrava totalmente arrasado e destruído, e o transporte público era caótico e superlotado. Havia também um grande problema pelo racionamento de combustível. Foi então que ele teve a idéia de comprar alguns motores usados para os adaptar em bicicletas e isso rapidamente chamou a atenção de seus vizinhos e em pouco tempo ele já não conseguia responder a demanda por receber tantos pedidos para produzir seus ciclomotores…

Bem, o restante da história você já deve saber… ele ganhou o mundo com suas motos, mas acima de tudo com suas idéias e o exemplo de que devemos ir até o fim. Esse é o espírito.

“O Sucesso só pode ser alcançado com uma espécie de espírito pioneiro e o uso repetido das três ferramentas: fracasso, introspecção e coragem.” ~ Soichiro Honda


Bjs e abraços,

Fabricio

Anúncios

8 respostas em “Soichiro Honda – O samurai da idade contemporânea

  1. O samurai que derrotou o Ocidente
    O negócio da Honda sempre foi conceber e fabricar alguns dos melhores motores. Disso ninguém duvida. Agora pouca gente sabe que a paixão de Honda por motores foi despertada durante a apresentação do piloto americano Niles Smith. em 1914. De lá para cá Honda obteve vitórias invejáveis a um homem só. Depois de ter sido baby sitter e mecânico de bicicletas Honda concebeu uma nova tecnologia para a fabricação de hélices para os famosos Mitsubish-Zero infernizando ainda mais a vida dos americanos que lutavam no Pacífico. Os Zero eram muito rápidos e seus pilotos bastante aguerridos. Apesar de possuírem blindagem fraca em comparação aos caças americanos, os Zero, eram mais leves e muito mais rápidos. Num combate piloto a piloto, o conhecido Dogfight, as chances de derrubar um Zero eram quase nulas se o ataque fosse realizado por apenas um avião aliado. Pelo feito Soichiro Honda recebeu do imperador do Japão o prêmio “Herói da Indústria”.

    • Fala Roberto! tudo bem?!
      Cara não sabia sobre isso, tudo o que pesquisei sobre o Soichiro é muito vago e pra traduzir do japonês pra português é péssimo…
      Mas muito legal, vou até deixar anotado junto com as coisas que já tenho sobre ele!
      Muito obrigado, um grande abraço!

      Fabricio

  2. “…três ferramentas: fracasso, introspecção e coragem”…. Apenas essa frase já disse tudo…Excelente…Abraços Fraternos e Poéticos..Bia=)

    • Fala Victor, tudo bem?!
      Verdade cara, e isso porque eu resumi a história dele pra vocês… confira a história dele no wikipédia! 😉
      E não esquece de assistir a animação que postei, que mostra sua criatividade e coragem pra seguir os sonhos que ele teve.

      Um abração,

      Fabricio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s